Veículo é recuperado pela PRF após acompanhamento tático e tiros na BR-364 em Cuiabá

Os suspeitos atiraram contra os policiais e espalharam objetos pontiagudos na via que danificaram pneus de viaturas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou, na noite desta segunda (15), um veículo Duster, com placas do Rio de Janeiro, com registro de roubo. A ação policial aconteceu por volta das 21h15, no km 387 da BR-364, em Cuiabá, após o motorista desobedecer a ordem de parada. Durante o acompanhamento tático, os suspeitos atiraram contra os policiais.

Em fuga e dirigindo perigosamente no sentido sul da rodovia, o Duster foi acompanhado por cerca de 7 km pela viatura policial. No percurso, os suspeitos espalharam objetos pontiagudos na via, conhecidos como “miguelitos”, que danificaram os pneus da viatura. A suspeita é que três homens ocupavam a 

Após se desvencilharem dos PRFs, os suspeitos invadiram o estacionamento de uma empresa a margem da BR, no km 380. No local, eles abandonaram o Duster e deram continuidade à fuga, dessa vez fazendo uso de um veículo celta. O proprietário do carro e um outro funcionário da empresa foram obrigados a seguirem com os criminosos.

De acordo com as vítimas, eles levavam uma mala, duas sacolas e uma caixa de munições. Ainda segundo o relato dos funcionários, um dos suspeitos tinha uma pistola com a qual foram ameaçados durante cerca de três horas, quando foram liberados próximo a Serra de São Vicente.

Abandonado, dentro do Duster os PRFs encontraram mais objetos pontiagudos (miguelitos), 22 munições de 9mm intactas e cinco estojos deflagrados. Vistoriando os elementos identificadores, os agentes descobriram tratar-se de um veículo com registro de roubo, cujas placas originais são do município de Cuiabá.

Apesar da troca de tiros, nenhum policial rodoviário federal se feriu. As vítimas seqüestradas também foram liberadas sem lesões. Forças policias da região foram acionadas e seguem na busca dos suspeitos. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil em Cuiabá

Operação Lei Seca: nove pessoas detidas durante blitz em Várzea Grande

Nove pessoas foram detidas por embriaguez ao volante em apenas uma hora e meia de abordagens a veículos durante Operação Lei Seca em Várzea Grande. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) participou das ações que tiveram início às 5h45 deste domingo (14) na Avenida Dr. Paraná, no bairro Alameda.

A operação mobilizou agentes de trânsito de vários órgãos e resultou em nove pessoas detidas por embriaguez depois que o etilômetro apontar concentração de álcool superior a 0,34 mg/l, o que é considerado crime pelo CTB. Outros 21 motoristas foram multados, quatro deles por se recusarem a fazer o teste do “bafômetro”.

No total foram realizados 149 testes do etilômetro e foram lavrados 55 autos por infrações diversas. 20 carros e oito motocicletas foram removidos e 17 CNHs e 11 CRLVs recolhidos.

Quem dirige veículo automotor sob influência de álcool comete uma infração gravíssima no valor de quase R$3 mil, perde 7 pontos na CNH e tem o direito de dirigir suspenso por 12 meses.

Além da PRF, participaram dessa 11ª edição da Operação Lei Seca agentes do Detran/MT, Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Dois detidos e 14Kg de cocaína retirados de circulação pela PRF em Cáceres


A droga estava escondida em um compartimento preparado no porta-malas do veículo

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) tirou de circulação cerca de 14Kg de substância análoga à pasta base de cocaína. A apreensão foi realizada na manhã deste sábado (13), no km 741 da BR-070, em Cáceres. Dois homens foram detidos.

O veículo Duster, com placas de Goiânia/GO, foi abordado durante uma fiscalização de rotina. Os dois ocupantes apresentaram versões contraditórias sobre os motivos da viagem, além muito nervosismo. Diante do comportamento suspeito, os PRFs iniciaram uma busca minuciosa na camioneta.

Foram localizados, em um compartimento preparado sob o porta-malas, 14Kg de substância análoga à pasta base de cocaína. O passageiro (C.F.A) acabou confessando que havia contratado G.G.O como motorista para transportar o entorpecente até o município de Pontes e Lacerda.

O suspeito disse ainda que estava guardando a droga em Goiânia para um conhecido seu que foi morto e resolveu devolver o entorpecente. Já o motorista afirmou que o veículo é de sua propriedade e que faz uso de tornozeleira eletrônica, mas retirou o dispositivo antes de seguir viagem.

Os dois suspeitos de tráfico de drogas, os 14 tabletes do entorpecente e o veículo foram encaminhados para Polícia Civil em Cáceres.